Definidas as cidades-sedes das etapas regional e estadual do Jemg

JEMG

O Governo de Minas definiu as seis cidades-sede da etapa regional dos Jogos Escolares de Minas Gerais – Jemg 2019, bem como o município que abrigará a fase estadual da competição. A etapa regional, que será entre 24 e 29 de junho, terá como sede as cidades de Pitangui (região Central), Três Marias (Norte), Baependi e Caxambu (Sul de Minas), Uberaba (Triângulo), Governador Valadares (Vale do Aço) e Além Paraíba (Zona da Mata). Já o município de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, será a sede da etapa estadual, que acontecerá de 29 de julho a 3 de agosto.

Destinados a jovens de 12 a 17 anos das escolas públicas e particulares do estado, os Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg) têm se tornado o maior evento esportivo-social do país. A competição, que teve recorde de municípios inscritos neste ano, com 839 participações, é promovida pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Subsecretaria de Esportes, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE). A execução é feita pela Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais (Feemg).

Etapa microrregional

Até o próximo domingo (26/5), mais sete cidades-sede recebem milhares de estudantes na penúltima semana de execução da etapa microrregional dos jogos escolares. Serão 811 jogos, reunindo 102 municípios e 224 escolas. As sedes desta semana são Alto Caparaó, Coromandel, Jaíba, Manhuaçu, Pompéu, Santa Maria do Suaçuí e Varginha.A competição acontece em três etapas. A microrregional, que teve início no dia 22 de abril, é realizada em municípios das áreas de abrangência das 47 Superintendências Regionais de Ensino (SRE) da SEE e tem duração média de seis semanas. Nela estão incluídos o basquetebol, futsal, handebol, vôlei e o xadrez.Os campeões em cada uma dessas modalidades microrregional e os quatro primeiros colocados no xadrez avançam para a etapa regional, que será realizada no Triângulo Mineiro, Sul de Minas, Zona da Mata, Vale do Aço, região central e no Norte do Estado.Os vencedores da etapa regional seguem para a estadual. Nesta fase, entram todas as modalidades de esportes já executadas, incluindo ainda o atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação e tênis de mesa, além das modalidades paralímpicas, como o atletismo PCD, bocha, futebol de 5, futebol de 7, goalball, judô PCD, natação PCD, tênis de mesa PCD, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado.

Novos talentos

Os Jogos Escolares de Minas Gerais valorizam a prática esportiva escolar e a construção da cidadania dos jovens estudantes-atletas de forma educativa e democrática. Buscam também o aumento do vínculo do estudante-atleta com a escola, contribuindo na diminuição da evasão escolar, além de possibilitar a identificação de novos talentos esportivos. As disputas estimulam ainda o pleno exercício da cidadania e a prática esportiva nas instituições de ensino fundamental e médio das redes públicas e particulares.

Anúncios

👩‍🏫Ferramentas do google para profesores

ferramentas_do_google_para_professores

Estimular a paixão pelo aprendizado é essencial para preparar os estudantes de hoje para os desafios do futuro. Confira algumas ferramentas do google para professores:

► Google Educator Groups

Comunidades de educadores que compartilham experiências, se inspiram e capacitam uns aos outros para suprir as necessidades de seus estudantes através de soluções tecnológicas dentro e fora da sala de aula.
Saiba mais clicando AQUI

_______________________________________________________________________________________

► Google Classroom

É um centro de controle que permite que, em um só lugar, professores criem aulas, distribuam lições e enviem correções, sem papel, de forma fácil e rápida.
Saiba mais clicando AQUI

_______________________________________________________________________________________

► G Suite for Education

É um pacote gratuito de ferramentas de produtividade para colaboração em sala de aula que permite que estudantes e educadores trabalhem e aprendam juntos. Inclui o Classroom, Gmail, Docs e Drive.
Saiba mais clicando AQUI

_______________________________________________________________________________________

► Google for Education Training Center

O Google for Education Training Center oferece capacitação avançada e gratuita para os educadores de todos os níveis. Os cursos são orientados e abordam necessidades reais da aula.
Saiba mais clicando AQUI

_______________________________________________________________________________________

► Google Science Fair

A Google Science Fair é uma competição on-line global de ciência e tecnologia aberta a indivíduos e equipes com idades entre 13 e 18 anos.
Saiba mais clicando AQUI

_______________________________________________________________________________________

► Chromebooks

Os Chromeebooks são acessívels e fáceis de administrar. Você gerencia de 10 a 10.000 em minutos, facilmente. São ideias para que os alunos compartilhem um só dispositivo e mesmo assim tenham uma experiência personalizada.
Saiba mais clicando AQUI

_______________________________________________________________________________________

► Google Expeditions

Expeditions permite que os professores enriqueçam suas aulas através de viagens virtuais a lugares diferentes como museus, oceanos e até o espaço.
Saiba mais clicando AQUI

_______________________________________________________________________________________

► Certified Innovators

Um programa feito para educadores do mundo todo, que tem como objetivo desenvolver soluções criativas para os desafios mais difíceis da educação, ajudá-los a crescer como líderes educacionais e também defende a integração eficaz da tecnologia.
Saiba mais clicando AQUI

Capacitação em Direitos Humanos: Direitos das pessoas LGBT e identidade de gênero

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Subsecretaria de Direitos Humanos, vai promover a partir do próximo dia 22 o Curso de Formação em Direitos Humanos e Cidadania: Direitos das Pessoas LGBT e Identidade de Gênero.

Clique Aqui para realizar sua inscrição!

Mais informações no convite a seguir:

curso_direitos_humanos

😎 Cursos na área de deficiência visual

CURSOS_Deficiencia_visual

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE) está com inscrições abertas para os cursos de capacitação continuada para professores das redes públicas de ensino na área de deficiência visual.

Por meio da Diretoria de Educação Especial, a SEE, com a oferta desta formação, tem o objetivo de auxiliar os educadores no processo de ensino e aprendizagem de alunos cegos, de baixa visão ou com outros tipos de deficiência visual.

Divididos em 11 temas, os cursos têm duração de 40 a 120 horas e serão ministrados durante todo o ano de 2019 nos Centros de Apoio Pedagógico às Pessoas com Deficiência Visual (CAPs) de todo o Estado, ou seja, nos municípios de Belo Horizonte, Governador Valadares, Januária, Montes Claros, Patos de Minas, Três Corações e Uberaba. As datas de início e encerramento das capacitações devem ser consultadas em cada CAP, onde as inscrições são realizadas.

Entre as opções estão o “Sistema Braille”: o curso conta com 80 horas de duração e tem o objetivo de ensinar ao educador o sistema de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou de baixa visão. Já o curso “Tecnologia Assistiva para a Deficiência Visual” dura 40 horas e proporciona o conhecimento de recursos e softwares de tecnologia assistiva.

Outro curso disponível é o “Código Matemático Unificado”, que também tem 40 horas de duração e capacita o educador para o ensino da matemática para alunos cegos ou com outras deficiências visuais por meio de uso dos símbolos fundamentais em Braille empregados no Código Matemático Unificado. Para se inscrever nesta capacitação é necessário ter o curso de Sistema Braille.

Confira a lista de todos os cursos disponíveis e os endereços e telefones dos CAPs clicando AQUI.

CAPS
Os Centros de Apoio Pedagógico às Pessoas com Deficiência Visual (CAPs) têm como finalidade capacitar professores das redes pública e privada e orientar escolas, estudantes e familiares para garantir o acesso ao conteúdo programático desenvolvido nas instituições de ensino de qualquer rede.

Os CAPs também têm como objetivo garantir a pessoas cegas ou com baixa visão o acesso à literatura, pesquisa e cultura por meio da utilização de equipamentos da moderna tecnologia, da impressão do livro em Braille, formato Mecdaisy, áudio, livro ampliado, entre outros. Os centros também atendem as Superintendências Regionais de Ensino (SREs) na área de capacitação e produção de material.

 

Fonte: http://www2.educacao.mg.gov.br